4 de março de 2017

As coisas não me satisfazem mais.

(ilustra de Adams Carvalho)

O que fazer quando as coisas que te deixavam feliz já não a satisfaz? Eu venho pensando em como calar as vozes da minha cabeça. Elas voltaram e não me deixam em paz. Não importa o que estou fazendo ou criando. Elas não calam a boca.
Assistir a filmes, ver doramas, animes, seriados. Ler livros e mangás. Desenhar e pintar. Ouvir músicas. Conversar com pessoas queridas. Observar o céu e procurar formas conhecidas nas nuvens, admirar o céu rosado no fim de tarde. Escrever. Nada disso me satisfaz mais como antes.
Eu me pego parada na mesma página do livro por mais de cinco minutos, olhando para as letras pretas na folha branca, sem saber o que está escrito, pois minha mente está à quilômetros de distância. 
Meu bote salva-vidas furou de tanto esforço na água para eu não afundar, o que fazer?

17 comentários:

  1. Bruna, teve uma época na adolescencia que ler era meu mundo. Isso me satisfazia pra caramba. Ai tive um amor platônico e boom, estremceu tudo, depois escrever e blogar foi a fuga. Mas o que eu quero dizer com isso é que somos seres desejantes precisamos de novas coisas e novos desafios. Precisamos do frio da barriga e de objetivo. Senão, qual o sentido? Mas também precisamos entrar em contato com o que nos faz mal, porque vivenciar a dor, entrar em contato com ela, tbm nos faz saudável, não podemos nos esquivar do que nos atinge, só estaremos tampando o sol com a peneira.

    ResponderExcluir
  2. A alguns meses atrás eu estava assim. Cansada de tudo e todos. Não sabia se a culpa era minha ou das coisas/pessoas que estavam ao meu redor.
    Mas descobri que com o tempo passa, não 100%, pois ainda tenho esses sentimentos... Mas como a Lua do comentário a cima disse, nós precisamos de coisas novas. Ou até mesmo um tempo sós com nós mesmos.
    Ah! Eu começo a ler teus textos e quando acabo, tenho vontade de ler de novo, um texto melhor que o outro. 💛

    www.blogfeeminices.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Poxa, "cansar" das coisas rotineira acontece com frequência comigo, mais do que eu esperava. Tente experimentar coisas novas (como já disseram e eu concordo), procurar novos hobbys ou mesmo fazer as mesmas coisas, mas de uma forma diferente, experimentar novos estilos e técnicas. Mas não desista, por mais difícil que pareça, não deixe as vozes te colocarem pra baixo.

    Que as coisas melhorem <3
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Há alguns anos eu me sentia assim, deslocada. Como se nada, ninguém ou qualquer coisa que fizessem por mim conseguisse fazer com que eu me sentisse parte de alguma coisa. Às vezes acho que faz um pouco parte do processo de descobrimento que caminha até o autoconhecimento. Não passa 100%, de vez em quando volta esse sentimento, mas chega a passar depois de um tempo. Acredito que tudo o que você faz para passar o tempo já é um ótimo caminho. Ainda mais os desenhos. Já que a arte em geral nos salva da loucura da vida.

    Com carinho,
    Conto Paulistano.

    ResponderExcluir
  5. Tais com 22 aninhos, né? Passei pelo mesmo e ainda algumas coisas que eram as minhas preferidas não fazem mais tanto sentido. É uma fase de autoconhecimento, boa sorte <3

    Beijo, mariasabetudo

    ResponderExcluir
  6. Já fui pra Polônia sim, fui na Jornada Mundial da Juventude ano passado.
    Veja meus diários de viagem, acho que você vai gostar :)
    http://heyimwiththeband.blogspot.com.br/search?q=pol%C3%B4nia

    E o lugar que eu fotografei aquele look é uma praça aqui de Curitiba, Nossa Senhora de Salete. Se um dia vir passear pra cá me avisa, te levo lá :D

    Sobre seu post; não sei muito o que dizer. Eu gosto das mesmas coisas desde sempre, até me canso ás vezes, mas dou um tempo e volto a gostar. Enfim, boa sorte.

    http://heyimwiththeband.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Mude o livro. Mude a rotina. Faça algo que você nunca imaginou que fosse fazer.
    Ou você vai se surpreender ou vai sentir saudade do que fazia antes e vai querer fazer tudo de novo.
    O lance é só não ficar parada remoendo o fato de que determinadas coisas não te satisfazem mais.
    bjão
    www.jeniffergeraldine.com

    ResponderExcluir
  8. EU ME SINTO ASSIM.
    É tão estranho. vejo várrias coisas boas acontecendo, mas não consigo me alegrar!!
    grrr

    https://minhaformadeexpressao.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Caramba, como posso te ajudar sendo que estou no mesmo barco que você? Estou fazendo terapia e tentando... tentando sair da rotina. Mas, NADA me satisfaz, o problema não é que eu tenha perdido o interesse nas coisas em si, eu só perdi o interesse de tudo, entende né? Não é como se eu tivesse madura demais para determinado mangá/anime/filme/atividade... simplesmente não consigo aproveitá-las mais. E eu ainda estou perdida nessa... tentando sair :(

    Se descobrir como... se conseguir sair dessa... me avise! :<
    Pretty things

    ResponderExcluir
  10. Não sei o que senti lendo esse texto e esses comentários. Saber que estou passando exatamente por isso, me amedronta, mas pelo jeito não sou a única, vejo pessoas no mesmo barco. E não é que seja bom olhar para o lado e ver que existem pessoas com o mesmo sentimento, mas ver que não sou uma extraterrestre que está passando apenas pela vida sem apreciá-la mais. É exatamente assim que me sinto. Nada mais me alegra, a não ser por minutos, depois tudo volta a se descolorir.

    http://solteiricedemae.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Bruna eu adorei a ilustração que você colocou no texto, combinou bastante com o seu texto.
    O que fazer? Ah... Isso acontece com todos nós, em algum momento de nossas vidas temos essa sensação, que se nós estivemos paradas e a vida lá fora acontecendo, sim nós ainda vivas, porém estáticas.
    Acho que só se sai do fundo do poço quem realmente está lá, mas não adianta gritar por ninguém, melhor escalar, se machucar e sair sozinha. Só nós podemos nos salvar e não o outro. Grande bj
    www.simplesmenteciana.com

    ResponderExcluir
  12. Poucas palavras incrivelmente descritiva!!!!

    Boas energias para vc!!!

    Que ilustração do Caraleo.... lindissima....

    Boa semana!!!!

    http://ironicamenteinusitado.blogspot.com.br/

    Bárbara

    ResponderExcluir
  13. Normal a gente se cansar de algumas coisas que gostamos e até amamos, e deixar o bote salva vidas e nadar um pouco, nos faz crescer, porque perder o bote não quer dizer que iremos nos afogar. Sempre encontramos um tronco, um ombro, um amigo pra nos apoiar. Só não podemos desistir e se pensamos bem, a felicidade é relativa e esta no presente, bem ao nosso lado. Beijos

    ResponderExcluir
  14. Acredito que esse tipo de sensação é inata a todos nós. Uma hora ou outra passamos por isso. Talvez possa representar uma fase de amadurecimento e talvez não. Às vezes, nem tudo tem que, necessariamente, fazer sentido. Só posso dizer: vai passar. <3

    Beijos,
    Attraversiamo.

    ResponderExcluir
  15. Como entendo! Desmotivar é fácil sabe... o melhor e nos obrigar-mos a erguer a cabeça e fazer as coisas como dantes, o prazer volta por si próprio! Ás vezes também basta descansar um pouco do mundo exterior e toda a força de viver volta com entusiasmo <3

    Beijinhos,
    Mii
    Comic Life Blog

    ResponderExcluir
  16. Acho que nunca me identifiquei tanto com algo... Foi, contudo, um desabafo muito bonito. Vai correr tudo bem, vai passar!

    Um beijinho,
    Bia do Bookaholic.

    ResponderExcluir
  17. Já passei por situação identica várias vezes. E numa dessas vezes resolvi ganhar a coragem para ver, e mais importante, para aceitar a causa de chegar a esse estado. Para mim teve a ver com a falta de algo, a aceitação de algo. Não quer dizer que seja o mesmo no teu caso. Pode não ser. Mas há alturas em que a solução é não fazer nada e deixar passar. As paixões e gostos acabarão por regressar.

    ResponderExcluir

Oie! Seu comentário é muito bem vindo *-*, espero que tenha gostado do que leu e que volte sempre <3.

Clique em "notifique-me" caso queria receber um aviso de minha resposta ao seu comentário! Beijinhos.

© Bruna Morgan | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Colorindo Design | Tecnologia do Blogger.